130 Lixões de Medellín são transformados em jardins públicos

antigo-lixao-e-atual-jardim

Alguns terrenos de Medellín que não tinham uso definido começaram a ser usados como lixões informais, trazendo consigo doenças e diversos problemas ambientais.

Por esse motivo, foram reconhecidos como pontos críticos da cidade pela Secretaria do Meio Ambiente, que os incluiu em um novo programa de regeneração urbana.

antigo-lixao

 

Esta nova iniciativa reconheceu um total de 130 lixões informais e os transformou em novos jardins que, ao mesmo tempo, aumentam a quantidade de espaços verdes disponíveis à população, promovem atividades comunitárias e consolidam estas áreas como espaços públicos.

Com um orçamento de aproximadamente US$ 850 mil, investidos pelo Programa de Planejamento Local e pelo Orçamento Participativo da Secretaria, foi possível recuperar os 130 pontos localizados em 11 bairros.

 

atual-jardim-no-lugar-do-lixao

 

Nestes locais foram plantadas árvores e construídos jardins, além da instalação de equipamentos de exercício, brinquedos infantis e mobiliário urbano. Com isso, a gestão dos novos espaços públicos será entregue aos moradores.

 

antigo-lixao-e-atual-jardim

antigo-lixao-e-atual-jardim

 

 

Referências: plataforma arquitetura; archdaily

Adaptação * | Catarina Schmitz Feijó

Edição * | Henrique Guimarães

Nas Redes

Estamos nas redes sociais, siga-nos e participe de promoções imperdíveis.